terça-feira, 1 de novembro de 2011

A máquina do tempo, Lutero e os apóstolos modernos.

Por Renato Vargens

Suponhamos que fosse possível construir uma máquina do tempo e que alguém fosse em Wittenberg em 01 de novembro de 1517 e convidasse o reformador Alemão Martinho Lutero, a fazer uma visita ao século XXI.

Ao chegar ao Rio de Janeiro, com certeza Lutero se encantaria com a beleza da cidade, com o topografia privilegiada da capital fluminense, com a espontaneidade do carioca e com a alegria do povo brasileiro. Todavia, se fosse levado a uma igreja neopentecostal o grande Reformador ficaria apavorado.

Imaginemos então o diálogo entre Lutero e um apóstolo tupiniquim:

Lutero: Boa tarde! Estou feliz por estar aqui na cidade maravilhosa, Me disseram que o Rio de Janeiro possui milhões de protestantes. Louvado seja Deus pela salvação deste povo.

Apóstolo: Grande Lutero, eu declaro a bênção de Deus sobre sua sua vida, eu determino a vitória sobre sua vida, e ministério.

Lutero: Como assim determino? Por acaso não é Deus que possui este poder?

Apóstolo: Lutero, por acaso você nunca leu na Bíblia que tudo aquilo que Jesus conquistou na cruz é direito nosso? Ora, você desconhece o fato de que não somos cauda e sim cabeça? Não entende que temos poder para fazer o homem prosperar e crescer segundo a vontade de Deus?

Lutero: Apóstolo, Aliais, apóstolo? Estranho isso! Sua interpretação bíblica está absolutamente equivocada!

Apóstolo: Lutero, você não entende dos mistérios de "Papai", deixemos isso para lá! Bem, soube que você compôs uma canção chamada "Castelo Forte" e que nela você diz o seguinte "se tivermos que perder, família, bens, poder." Por acaso você dia isso mesmo? Meu Jesus amado, quanta ignorância! Rapaz será que você nunca ouviu falar na unção da nobreza? Deixe-me lhe dizer uma coisa: você está atrasado meu filho! Se você não tomar posse da bênção, vais morrer na miséria. Mas, veja bem, vou lhe ensinar uma coisa: Se você contribuir com o meu ministério internacional e apostólico semeando ofertas generosas de 10 mil dólares, em minha conta pessoal, sua vida mudará da água para o vinho. Você crê nisso? Então decrete a bênção!

Lutero: Como é que é? Eu que bebo a cerveja de Wintteberg e você que fica de porre? Isso é simonia!

Apóstolo: "Simo" o que?

Lutero: Venda de indulgências. Você está fazendo exatamente o que a igreja Romana fez em minha época. Isso é pecado, é heresia e precisa ser combatido.

Apóstolo: Preste atenção como fala comigo, eu sou autoridade e questionar meus ensinos e decretos é tocar no ungido do Senhor. Cuidado, porque eu tenho poder para amaldiçoa-lo em nome de Deus.

Lutero: Mas quem age assim é o papa e seus cardeais. É o Papa que toma pra si uma autoridade que não lhe pertence. O papa diz que ele é representante de Deus, vigário de Cristo e que quando ele fala "ex-cátedra" sua palavra é inquestionável.

Apóstolo: Vejo que você não entende nada! Eu sou ungido do Senhor! Eu sou apóstolo ao contrário de você que é um mongezinho. Caro Lutero, diante da sua arrogância em me enfrentar eu profetizo sua miséria até que se arrependa do seu pecado e me honre com as suas primícias.

Lutero: Como assim?

Apóstolo: É simples meu caro alemão. Tudo aquilo que receber você destinará uma pequena parte para honrar o meu ministério. Agindo assim, Deus te abençoará.

Lutero: Seu filho do diabo até quando perverterás o povo de Deus? Isso que está fazendo afronta a Palavra de Deus. Por favor me diga aonde é sua igreja? Preciso levar umas coisinhas para lá?

Apóstolo: Vejo que se arrependeu meu caro alemão. A minha igreja fica na Rua da prosperidade, no bairro da unção profética.

Lutero: Não. Não me arrependi. Gostaria de colocar na porta de sua igreja a cópia de umas teses que ontem coloquei no Castelo de Winttenberg.

Que Deus tenha misericórdia da Igreja brasileira.

Por: Renato Vargens em: renatovargens.blogspot.com

15 comentários:

  1. OLA QUERIDOS APAZ DE CRISTO JESUS
    BEM; VIVEMOS EM UM UM MUNDO MODERNO ONDE PARA AS PESSOAS DO MUNDO MODERNO, TODAS AS COISAS SAO RELATIVA E APENSAR DE SER UM PENSAMENTO ERONIO ONDE SE CRIA FORMAS ERONIAS DE SE ADORAR A DEUS UMA FORMA PROPRIA NAO USANDO OMANUAL DA VIDA QUE E APALAVRA DE DEUS E QUE NOS ENCINA A VERDADEIRA FORMA DE SERVIR O TODO PODEROSO MANOAL DE VIDA QUE NOS ENCINA NAO SO ASERVIR AO SENHOR MAS COMO VIVER NO MUNDO ATUAL E SE ABISTENDO DE COISAS VIZ E VAS, DECE MUNDO QUE NAO NOS EDIFICA EM COISAS NENHUMA

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!!! kkkkkk...
    É a pura realidade!
    Só Deus pra ter misericórdia!

    ResponderExcluir
  3. Seja bem vindo ir. Luiz Araujo! Obrigado pela colaboração.

    ResponderExcluir
  4. Ana Claudia, obrigado pela colaboração! Queria, realmente, que fosse apenas brincadeira, mas é um triste retrato da realidade atual. Fica na paz!

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente muito cristão não tem noção do verdadeiro evangelho,precisamos ler mais a bíblia e pedir que o Espírito Santo nos ensine e nos mostre a verdade.
    Gostei da publicação!

    ResponderExcluir
  6. marcos ;capitolo`: 5v38:45para meditarmos quando chegarao a casa do dirigente da sinagoga,jesus viu um alvorço,com gente chorando e se lamentando em auta voz.
    entao entrou e lhes disse:porque todos estes em alvoroço? e lamento a criaça nao esta morta ,mas dorme;mas todos começaram a rir de de jesus .ele porem ,orrdenou que todos saisem,tomou consigoo pai a mae da criança e os dicipulos que estavam com ele,e entrou onde se encontrava a criança tomou pela mao e disse "talita cumi",que siquinifica "mina ,eu lhe ordeno,levante-se!".imediatamente a menina que tinha doze anos de idade levantou e começou a andar isso os deixou atonitos
    amados a verdadeira sabedoria esta em Deus

    ResponderExcluir
  7. E a conversa continua...

    Lutero: E digo mais... vou lhe dizer meu caro Apóstolo que vocês são como os: “Nobres cidadãos, camponeses, parece que todas as classes entendem o Evangelho melhor que eu ou São Paulo. Eles são agora sábios e se pensam mais entendidos que todos os ministros.” (XIV de Walch, 1360. Citado em O’Hare, Ibid, 209).

    Apóstolo: Mas não foi você mesmo que nos ensinou o Livre Exame das escrituras?

    Lutero: Sim... !!! quer dizer, Não...!!! Bem... deixa pra lá! Agora vou recordar-lhe alguns pensamentos meus, que você deve ter esquecido ou nem sequer sabe que eu pensava dessa maneira; pois é costume entre vocês aprender apenas aquilo que lhes convém. Preste bem atenção: “Ele, Cristo, nosso Salvador, era o fruto real e natural do ventre virginal de Maria … Isto aconteceu sem a participação de qualquer homem e ela PERMANECEU VIRGEM mesmo depois disso”. (Sermão sobre João”, cap. 1 a 4, 1537-39)

    Apóstolo: Quer dizer então que Maria continuou virgem depois do parto e não teve mais filhos?

    Lutero: Exatamente. Veja o que eu ensinava aos primeiros protestantes:
    “Cristo. . . foi o ÚNICO filho de Maria e a Virgem Maria não teve outros filhos além d'Ele . . . os "irmãos" na verdade significam "primos" aqui pois a Sagrada Escritura e os judeus sempre chamaram os primos de irmãos. (Sermões sobre João, capítulos 1-4, 1537-39)

    Apóstolo: Puxa!!! Mas, aposto que João Calvino não pensava assim.

    Lutero: Não apenas Calvino, mas Zwinglio também: Calvino disse:"Certas pessoas têm desejado sugerir desta passagem [Mt 1,25] que a Virgem Maria teve outros filhos além do Filho de Deus, e que José teve relacionamento íntimo com ela depois. Mas que estupidez! O escritor do evangelho não desejava registrar o que poderia acontecer mais tarde; ele simplesmente queria deixar bem clara a obediência de José e também desejava mostrar que José tinha sido bom e verdadeiramente acreditava que Deus enviara seu anjo a Maria. Portanto, ele jamais teve relações com Maria, mas somente compartilhou de sua companhia... Além disso, nosso Senhor Jesus Cristo é chamado o primogênito. Isto não é porque teria que haver um segundo ou terceiro [filho], mas porque o escritor do Evangelho está se referindo à precedência. Assim, a Escritura está falando sobre a titularidade do primogênito e não sobre a questão de ter havido qualquer segundo [filho]“. (João Calvino, "Sermão sobre Mateus", publicado em 1562). Zwinglio disse: "Creio firmemente que, segundo o Evangelho, Maria, como Virgem pura, gerou o Filho de Deus e no parto e após o parto permaneceu para SEMPRE VIRGEM pura e íntegra. Também acredito firmemente que ela foi por Deus exaltada acima de todas as criaturas Bem-aventuradas (homens e anjos) na eterna bem-aventurança" (Zwinglii Opera 1,424).

    Apóstolo: Ultra Max Puxa!!! Eu não sabia disso!

    Lutero: Não se preocupe 99,99% dos protestantes hoje não sabem, por isso ofendem tanto a Mãe de Deus.

    ResponderExcluir
  8. a muintas pessoas enganadas a respeito dos protestantes nos nao ofendemos a maria pos ela foi escolhida por Deus para cer a mae de jesus o nosso
    sauvador muintos diz que ela e a mae de Deus mas Deus e Deus e nao tem mae foi ele quem fes todas as coisas jo:1 v 3 diz todas as coisas foram feita por intermedio dele ,e,sem ele nada do que foi feito se fez amem

    ResponderExcluir
  9. Caro anônimo das 09:51, gostaria que você se identificasse da próxima vez que desejar fazer um comentário apologético sobre dogmas católicos (que suponho ser sua regra de fé). Quanto a posição defendida por nobres reformadores, não são dogmas, e muito menos tais homens quiseram ser infalíveis ou detentores de uma verdade teológica unica, como o pontifice romano, portanto estavam (e estão) passíveis de serem questionados e contestados, tendo em vista o contexto histórico que estavam inseridos, afinal como historiador que sou, sei muito bem que nenhum homem é capaz de pensar fora de seu tempo historico. E para não prolongar, deixo a você as meus sinceros pesames, pois percebo que na sua cegueira espiritual, não consegue perceber que em nenhum momento foi citado o nome de Maria na postagem, e que se tivesse acontecido não seria para ofender uma serva de Deus, uma mulher exemplar e digna de ser lembrada, assim como todos os servos do Senhor que foram fiéis até morte. Quanto a você, faça um favor a Maria, deixe o dogmatismo de lado e se volte para Jesus, não através desta serva abençoada, mas através de sua Palavra. Outrossim, perceba que o texto não é de minha autoria, então deixe seus comentarios inconsistente na página do autor!

    Fraternalmente, em Cristo Jefferson Rodrigues

    ResponderExcluir
  10. Quero que "o anônimo" me diga onde está na Bíblia,que Maria foi exaltada por Deus acima de todos os homens e anjos????!!!!! ela foi uma pecadora como todos nós e careceu da Graça Salvadora como toda a humanidade carece,todos encerrados debaixo do pecado,todos mortos,e a Glória é Exaltação é exclusiva do Senhor Jesus!!!!!....O texto do Pr Renato Vargens é sensacional!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Antonio Ribeiro Kitzinger3 de janeiro de 2012 23:23

    HONREMOS A MARIA


    O fanatismo pode levar muitos a não prestarem honras aos que honras merecem. Honrar
    significa considerar a virtude, o talento, a coragem, a santidade ou as boas qualidades de
    alguém. A mulher escolhida por Deus para dar à luz a Luz do mundo - a santa Maria - nos
    deixou exemplos de fé, obediência, coragem, humildade, de amor e temor a Deus. Então,
    honremos a Maria porque Deus a honrou primeiro.
    Maria foi escolhida para tão nobre missão porque era justa e reta aos olhos do Senhor.
    "EIS AQUI A SERVA D0 SENHOR. CUMPRA-SE EM MIM SEGUNDO A TUA PALAVRA."
    (Lucas 1.38). Este foi um exemplo de fé, obediência e humildade que nos deixou Maria. Com
    estas palavras ela acatou a missão que lhe acabara de ser anunciada pelo anjo Gabriel, ou
    seja, a missão de ser a mãe de Jesus, de servir de veículo para que o Verbo se fizesse carne
    e habitasse entre nós. Foi exemplo também de coragem: ela não ficou a meditar se o seu
    casamento com José seria desfeito ou se José gostaria ou não; se iria compreender ou não a
    sua gravidez. Ela confiou no Senhor e na Sua Palavra. Seguindo seu exemplo, sejamos
    submissos à Palavra de Deus e à Sua vontade, ainda que isso nos cause algumas
    dificuldades no meio em que vivemos. Que bom seria se todos dissessem: "Cumpra-se em
    mim, Senhor, segundo a tua palavra".
    Também Maria não se envaideceu diante das declarações de sua prima Isabel, que lhe disse:
    "Bendita és tu entre as mulheres, e é bendito o fruto do seu ventre". Tão logo ouviu estas
    palavras, dirigiu-se ao Senhor em oração: "A MINHA ALMA ENGRANDECE AO SENHOR E O
    MEU ESPÍRITO SE ALEGRA EM DEUS, MEU SALVADOR, PORQUE ATENTOU NA
    HUMILDADE DE SUA SERVA, POIS EIS QUE, DESDE AGORA, TODAS AS GERAÇÕES ME
    CHAMARÃO BEM-AVENTURADA" (Lucas 1.39-55). Maria também não se abalou quando um
    certo homem chamado Simeão, cheio do Espírito Santo, profetizou a respeito do Menino: "Eis
    que é posto para queda e elevação de muitos... e uma espada traspassará também a tua
    própria alma" (Lucas 2.34-35). A missão seria difícil tanto para Maria quanto para Jesus. Maria
    foi uma mãe sofredora. Sofredora, porém resignada. Sofreu na apressada fuga para o Egito,
    livrando Jesus das mãos de Herodes; sofreu diante das perseguições e das ameaças com
    vistas a tirar a vida de seu filho; e, finalmente, sofreu muitíssimo ao ver seu filho traído,
    condenado sem justa causa e morto numa cruz.
    Muitos outros santos bíblicos são merecedores, também, de nossa admiração e honra por
    haverem cumprido fielmente, com fé, obediência e humildade, os encargos que Deus lhes
    confiou. Exemplo do santo Noé, homem reto e justo, que recebeu de Deus a incumbência de
    anunciar o Dilúvio a uma geração depravada, e de construir uma enorme barca. Exemplo do
    santo Abraão, que deixou sua cidade natal e seus parentes, e seguiu em busca de uma terra
    desconhecida. Exemplo de Moisés, ao qual Deus confiou a espinhosa missão de livrar seu
    povo da escravidão do Egito. Exemplo de Josué que, atendendo ao Senhor, passou o Jordão
    e conquistou a Canaã prometida. Exemplos de tantos profetas que não vacilaram em

    6
    transmitir as mensagens do Altíssimo, ainda que colocando em risco a própria vida. Exemplos
    como os do santo João Batista, que pagou com sua vida por haver falado a verdade.
    Exemplos dos discípulos de Jesus, que não recuaram diante das dificuldades e das
    perseguições no cumprimento da elevada missão de "pregar o Evangelho a toda criatura". E
    muitos foram perseguidos, torturados e mortos.
    Maria faz parte, portanto, dessa galeria de santos que souberam cumprir com firmeza,
    determinação, coragem e fé os encargos que Deus lhes confiou. Que nós, os santos vivos,
    nós os santos de nossa geração, saibamos cumprir a nossa missão como filhos de Deus,
    tendo como exemplo os santos do passado, tudo para honra e glória do nosso Senhor e
    Salvador Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  12. Antonio Ribeiro Kitzinger3 de janeiro de 2012 23:41

    ADOREMOS O FILHO

    Como vimos, honrar a Maria significa reconhecer que a sua missão aqui na Terra foi uma das
    mais nobres e importantes, qual seja, a missão de carregar em seu ventre, alimentar com seu
    sangue, amamentar e criar o nosso Redentor.
    Todavia, não se deve dispensar a Maria honrarias superiores às que ela merece. Nada
    podemos fazer para aumentar a sua posição diante de Deus. Como justo juiz, Deus não dará
    a Maria nada mais nada menos do que ela merece, do que ela conquistou com sua fé,
    humildade e obediência. E o que ela mais desejou foi a sua salvação, ou seja, viver com Cristo
    na eternidade. Maria dedicou toda a sua vida ao cumprimento da sua honrosa missão. Ela
    nunca teve a intenção de ofuscar o ministério de Jesus. E não poderia fazê-lo. Ela sabia que a
    missão de Jesus era incomparavelmente superior à sua. A missão de Jesus era a do Verbo
    que se fez carne para trazer aos homens, na linguagem dos homens, a mensagem redentora
    do Pai.
    Em momento algum Maria avocou a qualidade de mãe de Jesus para usufruir regalias. Ela
    nunca demonstrou qualquer intenção de ser alvo das atenções, de roubar a cena, de ofuscar o
    Filho de Deus. Ademais, as atenções dos discípulos estavam voltadas para o Mestre, porque
    dEle emanava a verdade, e nEle se via o resplendor da glória do Pai. Não há registro na Bíblia
    de qualquer adoração a Maria - ou recomendações nesse sentido - enquanto viva ou após a
    sua morte. Maria manteve uma posição discreta com relação ao trabalho de Jesus. Uma única
    vez interferiu no ministério de Jesus, nas bodas em Caná da Galiléia, com uma discreta
    participação. Vejamos o diálogo:
    "E, no terceiro dia, fizeram-se uma bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. E
    foram também convidados Jesus e os seus discípulos para as bodas. E, faltando o vinho, a
    mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda
    não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos empregados: "Fazei tudo quanto ele vos
    disser" (João 2.1-5).
    Ao informar a Jesus que acabara o vinho, Maria deixa implícito que seu filho teria condições
    de resolver aquele problema. A resposta de Jesus - "que tenho eu contigo, mulher"- não
    desrespeita sua mãe, não significando uma repreensão, mas é uma recusa. Não era dos
    planos de Jesus iniciar a manifestação da sua glória naquela oportunidade. Ele disse que a
    hora dele não havia chegado. Porém, tudo indica que Maria continuou esperançosa de que algo poderia acontecer. Certamente, ela voltou a falar a Jesus sobre os vexames por que
    passariam os anfitriões em não havendo mais vinho para servir. Percebeu no seu coração que
    Jesus estava inclinado a reavaliar sua posição. Então, segura de si, chamou os empregados e
    disse: "FAZEI TUDO QUANTO ELE VOS DISSER". E o milagre aconteceu.

    ResponderExcluir
  13. Antonio Ribeiro Kitzinger3 de janeiro de 2012 23:46

    Embora a mensagem de Maria tenha sido específica para aquela ocasião, quando ela orienta
    os empregados para obedecerem a Jesus, nada impede de estendermos esse apelo aos dias
    atuais, ou seja, fazermos tudo de acordo com os mandamentos e ensinos de Jesus: “Se me
    amarem guardarão os meus mandamentos, e eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro
    Consolador, para que fique convosco para sempre” (João 14.15-16).
    Então, para que tenhamos o Espírito Santo, ou seja, o outro Consolador, é necessário que
    guardemos os mandamentos de Jesus. E o grande mandamento de Jesus foi este: "AMARÁS
    O SENHOR TEU DEUS DE TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA A TUA ALMA, E DE TODO
    O TEU ENTENDIMENTO. ESTE É O PRIMEIRO E GRANDE MANDAMENTO. O SEGUNDO,
    SEMELHANTE A ESTE É: AMARÁS O TEU PRÓXIMO COM A TI MESMO" (Mateus 22.37-
    39).
    Se de alguma forma quisermos, nos dias de hoje, atendermos aos apelos de Maria - "fazei
    tudo quanto Ele vos disser"- estaremos na obrigação de adorar somente a Deus e só a Ele
    servir. Assim, Maria está excluída de nossa adoração. Ela própria se excluiu. Nenhum santo
    vivo ou falecido aceita adoração. Nem os anjos aceitam-na. Maria ficou excluída, também,
    quando Jesus revelou que "ninguém vem ao Pai se não for através de Mim" (João 14.6).
    Portanto, através da mãe de Jesus ninguém chegará a Deus. Os santos falecidos ficaram de
    fora quando Jesus disse que todos deveriam buscar nEle a solução para seus problemas:
    "VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS CANSADOS E OPRIMIDOS E EU VOS
    ALIVIAREI" (Mateus 11.28). Aqui, Ele não dá oportunidade para irmos a outra pessoa viva ou
    falecida, a outro espírito, a outro santo que não seja Ele, o Santo dos santos. Leia também
    Atos 4.12.

    ResponderExcluir
  14. Antonio Ribeiro Kitzinger3 de janeiro de 2012 23:50

    Conclui-se, portanto, que a santa Maria deve ser honrada, e o seu exemplo - exemplo de fé,
    obediência, amor e humildade - deve ser seguido. Ela cumpriu sua missão aqui na Terra com
    bastante zelo, dedicação e confiança no Senhor. Deve ser adorada por isso? Não. As
    Escrituras Sagradas não apontam nessa direção. Jesus nos ensinou a orar ao Pai ("Pai nosso
    que estás nos céus"), e a adorar ao Pai ("Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás").
    Convidou todos os homens a irem a Ele, diretamente a Ele: "VINDE A MIM TODOS VÓS..."
    Aqui Ele não deixa qualquer dúvida de que somente Ele pode resolver nossos problemas,
    porque somente Ele, e não Maria, recebeu autoridade e poder. Vejamos:
    "Tudo me foi entregue por meu Pai" (Lucas 10.22-A). "Ora, para que saibas que o Filho do
    homem tem na terra autoridade para perdoar pecados, levanta-te, toma o teu leito e vai para
    tua casa" (Mateus 9.6). "É-me dado todo o poder no céu e na terra" (Mateus 28.18).
    A santa Maria, quando viva, recebeu os mesmos poderes outorgados por Jesus aos seus
    discípulos: "Tendo convocado os doze discípulos, Jesus deu-lhes poder e autoridade sobre
    todos os demônios, e para curarem enfermos" (Lucas 9.1); "Estes sinais hão de seguir os que
    crerem: em meu nome expulsarão demônios... imporão as mãos sobre enfermos, e os
    curarão" (Marcos 16.17-18). Observem que esses poderes foram outorgados AOS QUE
    CREREM. Logo, Maria estava incluída. Ela era, obviamente, crente em Jesus. Ela poderia ter
    exercido o ministério de pregação do Evangelho, ou de libertação. O Espírito Santo estava sobre ela. Se não o fez é porque já cumprira sua missão. A dura batalha de divulgar as boas
    novas ficaria para os homens, fisicamente mais fortes. Os afazeres domésticos, a criação dos
    filhos, o desgaste decorrente da crucificação de Jesus não lhe permitiriam correr mundo,
    viajar, enfrentar tribulações. É óbvio que ela passou o resto de sua vida atenta aos
    acontecimentos; acompanhando à distância o movimento e sofrendo com as más notícias de
    prisões, perseguições e torturas por que passaram os discípulos; e alegrando-se com as boas
    notícias de muitas conversões, e com o crescimento do cristianismo.
    Como vimos, só Jesus salva, perdoa pecados, cura e liberta. Jesus veio salvar a humanidade;
    colocou-se em nosso lugar na cruz; pagou o preço da remissão de nossos pecados com Seu
    sangue. Foi Ele quem morreu em nosso lugar. Quem derramou sangue foi Ele. Somente
    Jesus e mais ninguém. Não foi José, Benedito, Paulo, João ou Maria. A Ele toda a honra e
    glória. Portanto, HONREMOS A MARIA, MAS ADOREMOS O NOSSO SALVADOR;
    HONREMOS A MARIA, MAS ADOREMOS A JESUS; HONREMOS A MÃE, ADOREMOS O
    FILHO DE DEUS.

    ResponderExcluir
  15. Antonio Ribeiro Kitzinger4 de janeiro de 2012 00:02

    Anônimo,que Deus tenha misericórdia e tire você dessa cegueira espiritual, deixa A MARIOLATRIA E TE VOLTA PARA A CRISTOLOGIA, PORQUE FOI CRISTO SOMENTE QUE DISSE: EU SOU A LUZ DO MUNDO; QUEM ME SEGUE NÃO ANDARÁ EM TREVAS, MAS TERÁ A LUZ DA VIDA Jo. 8:12

    ResponderExcluir

Caros irmãos fiquem a vontade para concordar, discordar, criticar e elogiar. Apenas peço que o façam com base na Palavra de Deus. Lembro a todos que os comentários que forem ofensivos serão removidos, pois nosso espaço é para reflexão e não agressão. No mais fiquem a vontade!