segunda-feira, 1 de agosto de 2011

O legado de Amy Winehouse




há algum tempo tenho acompanhado com algum interesse as notícias acerca dos devaneios da cantoraAmy Winehouse.

Não conheço, nem tenho interesse algum nas suas músicas; contudo, como que percebendo um estilo de vida semelhante a muitos outros no passado que, já o vimos, rapidamente se arrastam para um fim que surge bem antes do que seria normal,fiquei atento a esta jovem estrela da música.

Assim foi com a jovem Amy: drogas e álcool minaram a sua saúde, física e mental, ao ponto da sua vida ter terminado antes dos 28 anos. Depois de em poucos anos ter granjeado uma vasta legião se admiradores, agora já nada mais sabe nem pode fazer...

Contudo, ao fazer uma análise rigorosa do impacto que a sua morte terá, não devemos escamotear a verdade em prol de uma homenagem hipócrita, muito habitual sempre que alguém desaparece.

Assim, não restam dúvidas que os seus trabalhos musicais continuarão a ser vendidos e apreciados por aqueles que até agora sempre a seguiram, e mesmo outros. Mas outra certeza eu tenho: não mais Amy será um mau exemplo de conduta social e moral para jovens e adultos.
Façamos honestamente a pergunta: que bem deixa Amy ao seu próximo e à humanidade?

Pois bem, o seu comportamento desregrado nada de bom recomenda; consumo (e em excesso) de drogas e álcool, detenção por condução estando embriagada e agressão, frequentes desavenças com o ex-marido, eis o legado que também deixa aos que quiserem recordar tudo quanto Amy foi.

Sinceramente, não sou capaz de perceber (nem devo fazê-lo) se foi o copo da paciência de Deus que transbordou ou se foi quem a instrumentalizou durante este tempo que decidiu que não precisava mais usá-la ou que ela lhe seria mais útil depois de morta. Mas daquilo que não me restam dúvidas é: Amy não terá mais comportamentos errados que passem um mau modelo aos jovens.

E se acha que estou a ser insensível para com alguém que, tragicamente, perdeu a vida,relembro a sensibilidade que Deus exige a cada jovem, incluindo Amy:
"Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo" (Eclesiastes 11:9).
Tal e qual muitos outros, só falta um capítulo na vida desta jovem: o final acerto de contas com Deus. Oxalá no fim dos seus dias, no coração dela tenha restado algo que não conseguimos por agora saber...


Fonte: Excelente crítica enviada para o Historia com Cristo pelo irmão Samuel Maia
Postado por: Jefferson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caros irmãos fiquem a vontade para concordar, discordar, criticar e elogiar. Apenas peço que o façam com base na Palavra de Deus. Lembro a todos que os comentários que forem ofensivos serão removidos, pois nosso espaço é para reflexão e não agressão. No mais fiquem a vontade!